quarta-feira, 9 de março de 2011

SAUDADE...

Toda saudade é fumaça, é bruma, é nevoa seca do inverno, é nuvem, arde aos olhos e as lágrimas correm...



Saudade fumaça é um sentimento que bate no coração, mexe com a imaginação, a gente vê distante e imagina o que se passa por lá?


Um tempo que passou, um amor que se foi, uma vida que não volta mais...


Fumaça!!!


23/10/2007

VIDA...




Como tu és linda!

Por isso a admiro tanto nas suas manifestações: no verde, nos animais, nas pessoas, na água, no vento, no sol e na lua.

Ah vida! Se pudesse falar a você tudo que viesse a mente quanto te admiro nas paisagens infinitas, nos céus, nas pescarias, em tudo...
E minhas palavras te defendesse da morte, eu encheria páginas e páginas de cadernos, sites, blogs, e-mails para de defender.

Mas como é difícil, os teus inimigos são cheio de ambição e maldade.

Ah, Vida do verde, dos pássaros, das águas, do mar, de nós!!




terça-feira, 8 de março de 2011

DIZER ADEUS...

Abri janela e o tempo estava claro, seco e sem nuvens..
O mundo está diferente!!... Muita coisa mudou, outras não existem mais...

Esqueci de dizer adeus!!!...

Não vejo mais algumas aves, não vejo tantas flores e florestas...
Não vejo os fins de tarde com lindos cúmulos de nuvens...


Vamos dizer adeus às abelhas, as borboletas, aos beija flores, aos rios, aos anjos...as flores
Porque não adianta mais reclamar, denunciar, eles não ouvem...
Somos da paz, e a paz eles não ouvem...
Falar de amor à natureza para alguns parece esquisitice...
Não sabem o caminho, tomam trilhas incertas...

Estou triste! Não sei se isso importa a alguém...
Com certeza não, ninguém se importa!
Não vamos conseguir salvar a natureza...
Ela já chora desesperada, é queimada junto com seus filhos.

Só nos resta dizer adeus ao planetinha Terra, ele morre...
E todos negam um ultimo abraço, estender as mãos.

Ninguém se importa com os animais assustados, queimados, expulsos dos campos que sempre habitaram.

Ninguém se importa!!...

Só nos resta dizer adeus ao mundo maravilhoso que existiu...

07/07/2007



GUERREIROS DA PAZ, NÃO PERMITAM QUE APAGUEM O ARCO ÍRIS!!!

Os mensageiros da Paz estão tristes...
Tombam os fracos e inocentes...
Tombam as florestas e o que nelas habitam,
Os rios se tornam sangue venoso, o ar em gás letal.
Os bons que dispersam dão lugar aos devastadores...
Jovens confiantes tapam olhos e ouvidos à sua miséria...


Cidades barulhentas estão desertas, apenas movem-se as máquinas...
Palácios fortificados fogem com medo,
Fecham-se, se calam, ilhados em si mesmo.


O silêncio soluça no meio da devastação,
Os mensageiros da Paz estão tristes e angustiados,

Ninguém se importa!

Não abaixem a cabeça, continuem insistindo...
Não queremos ouvir gritos, desesperos, fome...
Não queremos ver planícies vermelhas e movediças,
Não queremos ver o céu sem arco íris,
Não vamos permitir que apaguem o céu...


Estão tristes quase ninguém se importa com isso,
Um dia correrão para vocês atordoados em busca de uma gota de água!!


Ai de ti, devastador que ainda não foste devastado,
Salteador que ainda não foste saqueado!
Quando acabares de devastar, serás devastado,
Quando acabares de saquear, serás saqueado. (Isaias 33,1)




"Meus queridos amigos, meu espírito de luta se deprime, não consigo compreender meus iguais, sinto no coração e na alma uma tristeza funda que quase me paralisa, porque tanta devastação?".