domingo, 22 de maio de 2011

Absoluto- Thales Pereira


Mundo!
Não quero abusar, mas abuso.
Não quero usar, mas uso.


Vou completando o mosaico,
Entre peças de um quebra cabeça,

Que concluo: não se conclui.

Não há veredas sem rumo,
Nem rumo certo, absoluto!
Tudo é tão relativo.
Que nem tudo é relativo.
A vida só será completa,
Se compreendida como incompleta,

Completamente.

Thales Pereira
Médico Psicoterapeuta.




Postar um comentário