quarta-feira, 3 de agosto de 2011

FLORES! PRIMEIRO SINAL DE VIDA...Por Rivaldo R.Ribeiro


Caminhando entre rochas e dunas escaldantes, o vento soprava quente e seco durante o dia e a noite o frio terrível tomava conta do nosso corpo. O nosso sentido perdia-se, a pele ficava dura e quase sem vida.

Os suprimentos estavam no fim, a agua estava racionada e era servida em gotas, estávamos perdidos... Nenhum sinal de vida no céu ou na terra, apenas um horizonte terrivelmente belo.

O instinto de sobrevivência nos levava nas costas, até quando poderíamos suportar aquilo?

Num dado momento que todos haviam desistido uma “miragem” apareceu diante dos nossos olhos: Uma pequena flor resistia e coloria a terra ressequida a nossa frente... Pequena mas de cores firmes, era azulada e de 07 pétalas. Sete pétalas lembraram-me que esse era um numero de sorte e perfeito. Veio a força novamente, fraca, mas veio. Erguemos nossos corpos doloridos e esqueléticos e a cada passo mais uma flor, outra flor... Percebemos!!. Estávamos salvos!

As flores sempre foram sinal de vida...

Logo à frente a civilização era denunciada com tudo de bom e ruim que ela possui, mas era lá o nosso lugar...

Um comentário:

Iron disse...

É sempre assim, seja por uma flor, seja por uma luz no fim do túnel, sempre existe uma saída. Cabe a gente, cansados como for, continuarmos caminhando para sair de uma situação que nos complique.