domingo, 30 de junho de 2013

De janeiro a janeiro - Nando Reis e Roberta Campos



O AMOR É TÃO FUGÁZ QUANTO SUAS JURAS.

Infelizmente.

Não consigo olhar no fundo dos seus olhos E enxergar as coisas que me deixam no ar,deixam no ar As várias fases, estações que me levam com o vento E o pensamento bem devagar... Outra vez, eu tive que fugir Eu tive que correr, pra não me entregar As loucuras que me levam até você Me fazem esquecer, que eu não posso chorar Olhe bem no fundo dos meus olhos E sinta a emoção que nascerá quando você me olhar O universo conspira a nosso favor
A conseqüência do destino é o amor, pra sempre vou te amar Mas talvez, você não entenda
Essa coisa de fazer o mundo acreditar Que meu amor, não será passageiro Te amarei de Janeiro á janeiro Até o mundo acabar

"Mas talvez, você não entenda
Essa coisa de fazer o mundo acreditar
Que meu amor, não será passageiro
Te amarei de janeiro a janeiro
Até o mundo acabar"



sábado, 8 de junho de 2013

Hino Nacional do Brasil - Oficial



História e Informações A letra do hino nacional do Brasil foi escrita por Joaquim Osório Duque Estrada (1870 -- 1927) e a música é de Francisco Manuel da Silva (1795-1865). Tornou-se oficial no dia 1 de setembro de 1971, através da lei nº 5700.

Existe uma série de regras que devem ser seguidas no momento da execução do hino. Deve ser executado em continência à Bandeira Nacional, ao presidente da República, ao Supremo Tribunal Federal e ao Congresso Nacional. É executado em determinadas situações, entre elas: cerimônias religiosas de cunho patriótico, sessões cívicas e eventos esportivos internacionais.

VEJA LETRA DO HINO NO LINK "Mais informações"