segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Tiê "A Noite"



"A Noite"
Com Milhem Cortaz

Realização: Bando
Direção e roteiro: Fernando Moraes
Fotografia: Fernando Moraes e Flávio Zangrandi
Imagens Tiê por Mini Kerti e Flávio Zangrandi
Direção de arte: Rita Wainer
Produção executiva: Délio Santiago
Produção: Débora Vendito, Tania Pacheco, Natasha Santana, Paula Batalha e Beatriz Lopes
1º assistente de câmera: Daniel Domingues
Assistente de produção: Douglas Souza
Montagem: Fernando Moraes
Figurino: Isadora Gallas
Preparação de elenco: Guilherme Tensol
Contra-regra: Tauá Biral
Eletricista: Ailton
Assistente de elétrica: Mineiro
Produção: Bando Studio e Conspiração Filmes
Produção Rosa Flamingo: Bárbara Pires
Apoio: MovieArt e 155 Hotel
Agradecimentos: 155 Hotel, MovieArt, Paulo Dantas, Tia Ana, Fasano Las Piedras, Pinky Wainer, Zuca Pinheiro, Walério Araújo, Gustavo Silvestre, Seb e Karina, Walker.



domingo, 6 de dezembro de 2015

NILCE E JOSÉ







Eu vi esse casal lindo e não resisti e fiz essas fotos:

A esposa levando seu esposo para um passeio, ela também já idosa com todo cuidado o ajudava a caminhar até o destino.

Quantos anos vivem juntos? Quantas pontes e obstáculos já ultrapassaram?

Nós dos tempos modernos seríamos capazes de ir tão longe?

Os nossos interesses atuais, que muitas vezes beira ao egoismo seriam capazes de afugentar uma vida de convivência como essa? Não podemos afirmar, quantos casais digladiam entre si numa luta insana almejando a vitória, mas se esquecem que são um casal e vitoriosos ou derrotados serão ambos...   

A vitória eles conseguiram!!! Porque estão caminhando juntos.

Um exemplo que pode levar uma boa reflexão para os jovens casais desses tempos corridos, onde buscam algo que na maioria das vezes nada vão encontrar, apenas a certeza que o tempo passa rápido demais...

Rivaldo R. Ribeiro


quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Sem Braços Sem Pernas -- Emocionante História de Nick Vujicic - Legendado em Portugues



Vídeo espetacular e emocionante de Vujicic, que sofre de focomelia e já visitou cerca de 20 países em palestras de motivação para empresários, estudantes, presidiários, crianças e deficientes físicos. Um Filho de Deus que superou todos os obstáculos. Diante de todas as adversidades, acreditou no seu poder e mudou a sua história.

Surpreendentemente seus hobbies são: nadar, surfar e jogar golfe.
Não desista de Deus, porque Ele não desistirá de você.
Texto: Youtube 


sábado, 31 de outubro de 2015

O pintor desses quadros,Mario Augusto de Moraes Machado, reside em Nova Friburgo-RJ, bela cidade serrana do Estado do Rio de Janeiro. 


Clique sobre as imagens para vê-las no tamanho original:


Nova Friburgo, 14/03/08
Esta é uma das mais belas vistas existentes na cidade serrana de Nova Friburgo.

O grande prédio amarelo, no centro da tela pintada por De Moraes em 1997, é o famoso "COLÉGIO ANCHIETA" da Ordem dos Jesuítas. Dali de suas salas saíram alunos que mais tarde se projetaram no cenário político, econômico e artístico de nosso país. Aqui, nessa terra, nasceu o famoso pintor Guignard e nesse egrégio estabelecimento de ensino passou Euclides da Cunha, o famoso autor da obra "Os Sertões" que conta a saga dos recontros entre o exército da Primeira República e os habitantes de Canudos, ao norte do estado da Bahia. Logo ao pé da grande pedra está a UERJ, da Fundação Getúlio Vargas que antes fora um colégio de sistema de internato para rapazes de abastadas famílias de todo o Brasil. São vistos os topos de alguns prédios da cidade, parte das copas dos antigos eucaliptos que dão sombras e beleza à Praça Getulio Vargas e abaixo, no lado direito da tela, os arbustos próximos a casa do pintor.
Nota: De Moraes é o cognome de Mario Augusto de Moraes Machado que se assina MORANI em suas correspondências na internet.



Nova Friburgo, 17/03/08
Esta é mais uma paisagem pintada por mim. Montei meu cavalete na sala de estar, pois dali posso ter a visão clara das pedras irmãs que têm o nome de DUAS PEDRAS, não por elas, mas, sim, por duas outras que ficam na montanha à esquerda, no alto, também à esquerda, e que se inclinam para o abismo como mostro aqui. São duas montanhas de pura rocha cobertas em parte, nos cimos, principalmente, por uma verdura rasteira. Sobranceira à cidade, tem imediatamente ao seu pé a conhecida Fundação Getulio Vargas. À direita, rente ao limite da tela se pode ver uma parte do Colégio Anchieta: o predio amarelo no qual aparecem três janelas, porém são muito mais em todo o prédio de uma imponência admirável e com suas muitas palmeiras altaneiras a completar a "moldura" natural do lugar. Abaixo, quase no meio da tela, vemos os últimos andares do Edificio Italia; mais um pouco à direita se vê a torre da companhia telefônica e partes de outros prédios ali e mais além, na direção ao Colégio Anchieta. Logo acima do topo do Edificio Italia outra pequena torre, que sobrepuja levemente a de cores vermelha e branca (da Telefônica), prédios brancos, encobertos em parte pela vegetação, pertencem: um ao Teleférico, e o outro a um restaurante. Atualmente, existem mais prédios residenciais lá nas alturas incluindo prédios de apartamentos, pois a paisagem acima reproduzida por meus pincéis foi feita em 1998. Pode-se bem avaliar a vista que se tem de toda a cidade, incluindo outras montanhas, pedras como a da Catarina e a mais alta da região: a montanha da Caledônia com 2.219 metros de altitude. Lá os ventos são poderosos e capazes de derrubar homens que se coloquem de pé em seu pico. Avista-se do seu alto a cidade do Rio de Janeiro, em meio às brumas que sobem da serra de Friburgo. Tudo se veste de uma beleza sem par, tanto à frente como à esquerda ou à direita de quem chega até à base das Duas Pedras. Nossa cidade de Nova Friburgo foi fundada por suiços. A principio, aqui chegaram 2006 emigrantes com o aval de D.João VI vindos do Cantão suiço para as terras da fazenda Morro Queimado, por volta de 1818. No trajeto do Rio para o alto da serra as perdas de vidas humanas chegaram a 386, mas 14 novas crianças chegaram no "Novo Mundo" serrano. 16 de maio é a data magna da cidade, que de agrícola por excelência adotou, paulatinamente, um parque industrial de importância inegável. Nova Friburgo deu guarida ao eminente Ruy Barbosa que ocupava mansão à Praça XV de Novembro, hoje Praça Presidente Vargas. A mansão, que deveria ter sido tombada pelo Patrimônio Histórico, hoje já não mais existe. Era um pequeno castelo de pujante presença, mas derrubado pela incúria de alguns que não lhe deram os devidos valores histórico e turístico. Poderia ter sido um Museu, que a cidade não tem, para o registro de toda a história belíssima de nossa cidade. Sou carioca de nascimento, mas friburguense de alma.
Morani

FONTE: http://blogdomorani.blogspot.com/2008_03_01_archive.html  


SEGUNDA PARTE: 



CASARIO E MATRIZ DE ALDEIA BRASILEIRA

Nova Friburgo, 12/04/08


Eis um lugar em que muitos brasileiros gostariam de viver. Muita tranquilidade num lugarejo sem pressa de o tempo passar, para se viver um dia como se o mesmo tivesse 48 horas.

A torre da velha igreja, que está se inclinando para a direita por motivo do terreno estar cedendo ao seu peso, teima ainda continuar de pé como baluarte da fé que determina todos os principios do mundo.

Ao seu lado um campinho, gramado, onde a molecada do lugarejo vai bater a sua bola nos finais de semana. Abaixo desse local de brincadeiras vê-se o que restou de um antigo muro que protegeu, por anos, uma casa que já não mais existe. Só na lembrança da vizinhança.

Do outro lado da rua o casario se estende até à beira do rio, mostrando as ruínas de uma outra antiga residência. Sobre o que restou do muro, um rapaz tenta pescar o almoço do dia. Esse jovem está folgando. Subindo a ladeira, um trabalhador autônomo tenta vender suas frutas, e sobre a caixa dágua do casarão, em primeiro plano, um homem ajoelhado tenta algum conserto. O prédio todo pede socorro. A pintura vai-se consumindo com a umidade do rio, mostrando o emboço e a idade do casarão. À frente passa o rio tranquilo como todo o resto da aldeia. É meio-dia. Todos estão recolhidos aos seus lares, talvez sentados às mesas para consumirem o almoço. O sol a pino não deixa os freguezes sairem à rua para atender o vendedor que sobe a ladeira com o cesto na cabeça. No céu, nuvens pesadas prenunciam chuvas vespertinas. E a vida vai sendo vencida e vencendo os moradores.

A tela foi pintada em 1991 e assinada De Moraes, medindo 0,48 x 0,63, em
óleo.




Paisagem matinal em Friburgo.
Nova Friburgo, 18/04/08


Mais uma bela vista que o local onde moro me privilegia sobremaneira.

Ainda é muito cedo, mas podemos ver uma mulher ao canto esquerdo inferior da tela indo a algum lugar.

Por trás do primeiro plano a primeira montanha, ao longe, se acha parcialmente coberta por densa cortina de nuvens.

O céu se acha límpido como cristal, e os primeiros raios do sol começam a se esbater nas fachadas das casas, nas copas das árvores e ao chão se estendem como lençois, dando um toque de luz no gramado e em parte do pequeno barranco de onde sobem três troncos delgados de eucalipto - árvore muito encontrada em regiões frias. As chuvas torrenciais que cairam durante a noite desbarrancaram a pequena elevação à direita, até à base de um dos prédios do local. Esses trê pés de eucalipto infelizmente já não existem mais. Derrubaram-nos por medida de segurança. E, assim, vamos perdendo o nosso arvoredo por desculpas inaceitáveis. As chuvas violentas, mais os ventos fortes que correm por ali, nem sequer mexeram nos delgados troncos: continuaram eretos.
Essa tela foi pintada na década de 90 , em óleo sobre duratex.
 


INICIO DO GRANDE BOSQUE DO PERISSÊ
Nova Friburgo, 11/04/08

O bairro em que vivo é um lugar da cidade que descortina aos nossos olhos, sempre atentos, os mais lindos recantos.

Ali se vive em meio à vegetação abundante; um bosque que vai da rua onde se encontra a casa focada até ao seu mais elevado ponto: a mata que se estende até os límites da floresta serrana.

A árvore isolada às demais, foi vítima de um poderoso raio que a fendeu de alto a baixo em um dia de muita tormenta. Só os ventos, que vêm do Alto da Caledônia, por sí sós fazem os estragos desnecessários, mas tiveram como sócio a faísca elétrica que acabou com a vida da árvore grácil.

A que se encontra mais acima dela (com o tronco e alguns galhos aparecendo) foi derrubada por questão de "segurança", disseram os soldados do Corpo de Bombeiros da cidade. Porém, já não havia vida nela, pela incúria de alguns desocupados que tocaram fogo na mata ao pé da mesma.

As outras, pouco tempo duraram. A mão violenta do homem foi mais uma vez causadora do desaparecimento das belas e antigas árvores. Hoje não se vê a casa com tal facilidade. O mato cresceu de tal forma que a tudo encobriu, juntamente com outros pequenos arbustos, que se transformarão em árvores, futuramente, se o homem deixar. Contudo, esse é mais um belo recanto do meu bairro que o meu pincel registrou em suporte de eucatex. Ao fundo, em um verde mais claro, pedaço da mata do Catarcione que corre serra abaixo seguindo paralela à mata do Perissê.





 BOSQUE NO ALTO DA SERRA DO MAR
Nova Friburgo, 11/04/08

Quem desce a serra que leva a Rio das Ostras, no litoral fluminense, obriga-se a desviar do seu curso para, penetrando à direita, em uma das muitas estradas que levam a fazendas naqueles rincões topar com bosques como este captado por minha câmera e posteriormente registrado em suporte igualmente de eucatex. Pintar ao vivo torna-se impossível, por causa das muitas chuvas e ventanias intensas no local.

Trata-se de região de dificil acesso e bastante inóspita. A cabana vista sob as sombras das árvores, nada reserva de atraente por dentro. É um cômodo só, e sem qualquer confôrto. A porta está sempre aberta, pelo que me foi dito, servindo tão somente de entrada aos caminhantes que procuram lugares mais ermos para um descanso do dia-a-dia das cidades, mas com um teto sob as cabeças. A água do riacho, que vem descendo em direção à serra mais abaixo, é gelada e ótima para consumo. Ali nada se ouve, a não ser o canto suave dos pássaros e, às vezes, o rosnar das onças que rondam toda a região da mata. É o típico recanto dessa serra abençoada que nos convida ao abandono de nossas vidas no corre-corre das cidades, porém com todo cuidado para se chegar lá sem tropeços.
FONTE:
http://blogdomorani.blogspot.com/2008_04_01_archive.html


OBS. Publicado originalmente no dia 16/01/2011 na página  http://painel-mundus777.blogspot.com.br


sábado, 24 de outubro de 2015

EM LOUVOR A DEUS (Mario Machado)

Quem acalma as procelas
rompe as broncas penedias
comanda noites e dias
e cria um astro de milhões de velas?
Quem embeleza os vales tranquilos
agita o mar e acende os firmamentos
dá aos astros os seus movimentos
e agilidade aos indefesos esquilos?
Quem protege as aves dos vendavais
dá beleza aos lírios dos campos
luzes azuis aos pirilampos...
quem pode fazê-lo, quem mais?
Quem organiza todas as células
e prescruta o Homem interior?
Quem dá mais tanto Amor
e beleza às asas das libélulas?
Tudo é tão simples para Ti, Senhor...
.
Só o Homem, sem compreender tudo,
extasia-se e se faz mudo
escravo do medo e vítima da dor.
Quem pode mais do que Tu, Senhor?

(mario machado)


sábado, 10 de outubro de 2015

Ray Conniff - La Mer



Ray Conniff - La Mer

Canção de Charles Trenet com arranjos do grande maestro e
arranjador Ray Conniff "wonderful forever".



quinta-feira, 17 de setembro de 2015

O Sal da Terra-BETO GUEDES



O Sal da Terra-(Beto Guedes-Ronaldo Bastos) 1981
A musica de Beto Guedes O Sal da Terra serve de tema para a construção de uma nova consciência planetária.

O Sal da Terra
Beto Guedes
Composição: Beto Guedes/Ronaldo Bastos

Anda!
Quero te dizer nenhum segredo
Falo nesse chão, da nossa casa
Bem que tá na hora de arrumar...

Tempo!
Quero viver mais duzentos anos
Quero não ferir meu semelhante
Nem por isso quero me ferir

Vamos precisar de todo mundo
Prá banir do mundo a opressão
Para construir a vida nova
Vamos precisar de muito amor
A felicidade mora ao lado
E quem não é tolo pode ver...

A paz na Terra, amor
O pé na terra
A paz na Terra, amor
O sal da...

Terra!
És o mais bonito dos planetas
Tão te maltratando por dinheiro
Tu que és a nave nossa irmã

Canta!
Leva tua vida em harmonia
E nos alimenta com seus frutos
Tu que és do homem, a maçã...

Vamos precisar de todo mundo
Um mais um é sempre mais que dois
Prá melhor juntar as nossas forças
É só repartir melhor o pão
Recriar o paraíso agora
Para merecer quem vem depois...

Deixa nascer, o amor
Deixa fluir, o amor
Deixa crescer, o amor
Deixa viver, o amor
O sal da terra




Beto Guedes - Sol de Primavera



Composição: Beto Guedes e Ronaldo Bastos
Audio remasterizado(HQ).

terça-feira, 1 de setembro de 2015

sábado, 15 de agosto de 2015

As 11 mais românticas italianas



11 musicas romanticas italianas (completas)
0:00- Collage - Piano Piano M'inamorai di te
4:38- Wess e Dori Ghezzi - Tu Nella Mia Vita
8:00- Pupo - Sempre Tu
11:01- Wess e Dori Ghezzi - Noi Due Per Sempre
14:45- I Santo California - Dolce Amore Mio
18:51- I Santo California - Un Angelo
23:24 - Guido Renzi - Tanto Cara
26:28- Santa Rosa - Souvenir
30:28- Homo Sapiens - Tornerai Tornero
34:08- Marcella Bella Abbracciati
37:40- Jacky James Innamorata


segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Pai - Versão Lírios do Vale




Direção: Danilo Casemiro
Produção vídeos: Casemusic
Banda: Lírios do Vale
Arranjo: Bira - voz, Deivid Willian - violão, Luciano Cesar - violino
Gravação: JPL Studio







domingo, 2 de agosto de 2015

THE MISSION - NELLA FANTASIA (Morricone). Meninas Cantoras de Petrópolis.








Essa música, originalmente escrita para orquestra, tem o nome original de "Gabriel's Oboe", tema do filme "A Missão", composição de E. Morricone. A letra em italiano é poesia de Chiara Ferraù. A primeira gravação vocal ficou conhecida internacionalmente através de Sarah Brightman( que cantou essa peça na Sala Paulo VI - Vaticano - diante do Papa Bento XVI) e posteriormente gravada por outros inumeros cantores.
More song from MENINAS CANTORAS DE PETRÓPOLIS : http://www.youtube.com/user/mcpetropolis
________________________________________­__________

FICHA TECNICA:

CORO: Meninas Cantoras de Petrópolis
MÚSICA:Nella Fantasia (Gabriel's Oboe)
SOLO: Lorena ( a mais simpática MCP da história)
REGÊNCIA e ARRANJO: Marco Aurélio Xavier.
TÉCNICO DE SOM. Miguel Tardioli
FILMAGEM E EDIÇÁO: Ana Paula Astino - Marcos Lara (PROFILM) www.profilm.art.b



Uma imagem que vem do passado (Foto Rivaldo R.Ribeiro)

Andando pelos redores da minha cidade encontrei essa casinha, parei o carro e fiquei olhando e imaginando "Quantos anos ela deve estar ali, com uma ilusória aparência frágil que resistiu ao tempo. Tempo que lhe trouxe tempestades, forte ventanias, chuvaradas intermináveis. 
Quanta gente ela abrigou, quais foram as histórias que foram contadas no seu interior ou produzidas ali, é uma casinha pequenina,  mas nos leva a infinitas reflexões"  

Foto e texto: Rivaldo R.Ribeiro



Café da manhã...(Autor desconhecido)


Esta é uma bela história e é também uma história real, por favor, leia-a até o fim!

(Após o final da história, alguns fatos bastante interessantes!)

Sou mãe de três crianças (14, 12 e 3 anos) e recentemente terminei a minha faculdade.

A última aula que assisti foi de sociologia...

O professor dava as aulas de uma maneira inspiradora, de uma maneira que eu gostaria que todos os seres humanos também pudessem ser.

O último projeto do curso era simplesmente chamado "Sorrir"...^


A classe foi orientada a sair e sorrir para três estranhos e documentar suas reações...

Sou uma pessoa bastante amigável e normalmente sorrio para todos e digo oi de qualquer forma. Então, achei que isto seria muito tranquilo para mim...

Após o trabalho ser passado para nós, fui com meu marido e o mais novo de meus filhos numa manhã fria de Março ao restaurante.

Foi apenas uma maneira de passarmos um tempo agradável com o nosso filho...

Estávamos esperando na fila para sermos atendidos, quando de repente todos ao nosso redor começaram a ir para trás, e então o meu marido também fez o mesmo...

Não me movi um centímetro... Um sentimento arrebatador de pânico tomou conta de mim, e me virei para ver a razão pela qual todos se afastaram...

Quando me virei, senti um cheiro muito forte de uma pessoa que não toma banho há muitos dias, e lá estava na fila dois pobres sem-teto.

Quando eu olhei ao pobre coitado, próximo a mim, ele estava "sorrindo"...
Seus olhos azuis estavam cheios da Luz de Deus, pois ele estava buscando apenas aceitação...

Ele disse, Bom dia!, enquanto contava as poucas moedas que ele tinha amealhado...

O segundo homem tremia suas mãos, e ficou atrás de seu amigo... Eu percebi que o segundo homem tinha problemas mentais e o senhor de olhos azuis era sua salvação...

Eu segurei minhas lágrimas, enquanto estava lá, parada, olhando para os dois...

A jovem mulher no balcão perguntou-os o que eles queriam...

Ele disse, "Café já está bom, por favor...", pois era tudo o que eles podiam comprar com as poucas moedas que possuíam... (Se eles quisessem apenas se sentar no restaurante para se esquentar naquela fria manhã de março, deveriam comprar algo. Ele apenas queria se esquentar)...

Então eu realmente sucumbi àquele momento, quase abraçando o pequeno senhor de olhos azuis...

Foi aí que notei que todos os olhos no restaurante estavam sobre mim, julgando cada pequena ação minha...

Eu sorri e pedi à moça no balcão que me desse mais duas refeições de café da manhã em uma bandeja separada...

Então, olhei em volta e vi a mesa em que os dois homens se sentaram para descansar... Coloquei a bandeja na mesa e coloquei minha mão sobre a mão do senhor de olhos azuis...
Ele olhou para mim, com lágrimas nos olhos e me disse, "Obrigado!!"

Eu me inclinei, acariciei sua mão e disse "Não fui eu quem fiz isto por você, Deus está aqui trabalhando através de mim para dar a você esperança!!"

Comecei a chorar enquanto me afastava deles para sentar com meu marido e meu filho... Quando eu me sentei, meu marido sorriu para mim e me disse, "Esta é a razão pela qual Deus me deu você, querida, para que eu pudesse ter esperança!!"...
Seguramos nossas mãos por um momento, e sabíamos que pudemos dar aos outros hoje algo pois Deus nos tem dado muito.....Nós não vamos muito à Igreja, porém acreditamos em Deus...

Aquele dia me foi mostrada a Luz do Doce Amor de Deus...

Retornei à aula na faculdade, na última noite de aula, com esta história em minhas mãos.Eu entreguei "meu projeto" ao professor e ele o leu...

E então, ele me perguntou: "Posso dividir isto com a classe?"

Eu consenti enquanto ele chamava a atenção da classe para o assunto...

Ele começou a ler o projeto para a classe e aí percebi que como seres humanos e como partes de Deus nós dividimos esta necessidade de curarmos pessoas e de sermos curados...

Do meu jeito, eu consegui tocar algumas pessoas , meu filho e o professor, e cada alma que dividia a classe comigo na última noite que passei como estudante universitária...

Eu me graduei com uma das maiores lições que certamente aprenderei:

ACEITAÇÃO INCONDICIONAL.

Que muito amor e muita compaixão a todos que lerem esta mensagem e aprenderem a:

AMAR AS PESSOAS E USAR AS COISAS E NÃO AMAR AS COISAS E USAR AS PESSOAS...

Um anjo foi enviado para assistir você..

Para que este anjo possa trabalhar, envie isto para pessoas que também precisam de anjos em suas vidas.

Um Anjo escreveu:
Muitas pessoas entrarão e sairão de sua vida, mas apenas os verdadeiros amigos deixarão pegadas em seu coração.

Para se controlar, use sua mente...

Para controlar os outros, use seu coração...

Deus dá a cada pássaro seu alimento, mas Ele não joga nenhum alimento em seus ninhos...





domingo, 24 de maio de 2015

TOM JOBIM & ELIS REGINA - AGUAS DE MARÇO



La histórica grabación de Tom & Elis de Aguas de Março, del DVD Aguas de Março, integrante del box Maestro soberano publicado en Argentina por RP music.

Águas de Março, de Tom Jobim, imortalizada pela genial Elis!
É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um caco de vidro, é a vida, é o sol
É a noite, é a morte, é um laço, é o anzol
É peroba do campo, é o nó da madeira
Caingá, candeia, é o Matita Pereira

É madeira de vento, tombo da ribanceira
É o mistério profundo, é o queira ou não queira
É o vento ventando, é o fim da ladeira
É a viga, é o vão, festa da cumeeira
É a chuva chovendo, é conversa ribeira
Das águas de março, é o fim da canseira
É o pé, é o chão, é a marcha estradeira
Passarinho na mão, pedra de atiradeira

É uma ave no céu, é uma ave no chão
É um regato, é uma fonte, é um pedaço de pão
É o fundo do poço, é o fim do caminho
No rosto o desgosto, é um pouco sozinho

É um estrepe, é um prego, é uma conta, é um conto
É uma ponta, é um ponto, é um pingo pingando
É um peixe, é um gesto, é uma prata brilhando
É a luz da manhã, é o tijolo chegando
É a lenha, é o dia, é o fim da picada
É a garrafa de cana, o estilhaço na estrada
É o projeto da casa, é o corpo na cama
É o carro enguiçado, é a lama, é a lama

É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um resto de mato, na luz da manhã
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

É uma cobra, é um pau, é João, é José
É um espinho na mão, é um corte no pé
É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um belo horizonte, é uma febre terçã
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração



quarta-feira, 22 de abril de 2015

Obrigado Mãe. por Kleber Ribeiro

Todas as palavras escritas aqui seriam poucas para descrever o que é uma MÃE.
Quando me refiro a MÃE estou falando dessa “coisa” que muitas mulheres se transformam quando geram uma criança. É inexplicável. Como em um único corpo pode conter a doçura celestial revelada com os mimos e delicados cuidados, e ao mesmo tempo uma fúria devastadora e sagaz ao defender suas crias (!?).
Por mais que hoje seja considerado o dia desse ser, o que proporciona muitas homenagens, comemorações e resulta inclusive numa grande ação mercadológica, nós filhos somos incapazes de retribuir o que nos é dado gratuitamente. Talvez seja pelo fato de sermos animais que instintivamente, como os pássaros, se desvinculam do ninho na busca de seu próprio trajeto, na realização de seus ideais e de suas conquistas individuais.
Mas a MÃE, mesmo aceitando a sua condição, ao longe, mesmo de modo indireto, diariamente ela lança o seu pensamento ao além, e independente de sua crença, solicita aos deuses que seu filho(a) esteja protegido e preparado para todo o caos da condição humana. Ao ver o seu fruto, uma MÃE jamais enxergará somente o homem ou a mulher, mas sim aquele bebe que carregou no colo, que amamentou; recordará de seus primeiros passos; visualizará aquela criança indefesa; seu aprendizado; suas frustrações; saberá de seus medos, tudo isso numa fração de segundos.
Por isso, minha querida MÃE, gostaria de lhe reverenciar nesse dia por preencher o significado dessa palavra e dizer OBRIGADO e TE AMO, por talvez serem as únicas palavras, as únicas atitudes vindas de um filho que conforte o coração de uma MÃE.

Obs. Esta homenagem foi escrita no ano 2014, hoje vi sua beleza e resolvi publicar.


quinta-feira, 16 de abril de 2015

Imagine - J. Lennon -MENINAS CANTORAS DE PETRÓPOLIS - (Grav.2001)



O paraninfo da primeira turma (1976) das MENINAS CANTORAS DE PETRÓPOLIS foi o jornalista TITTO SANTOS. Por esse fato ele é considerado o "Padrinho Eterno". As Meninas são muito gratas ao carinho e amor de Titto. Em seu atual programa na TV CIDADE IMPERIAL (Canal 16), temos a honra de ser o quadro de abertura, cantando a música em homenagem à Nossa Senhora, "MEDALHA", uma parceria entre TITTO SANTOS E O MAESTRO MARCO AURÉLIO XAVIER. No vídeo apresentado, com a belíssima edição de Maurício Amaral,as MCP interpretam "IMAGINE" de JOHN LENNON.
More song from MENINAS CANTORAS DE PETRÓPOLIS : http://www.youtube.com/user/mcpetropolis

Obs. Texto extraído do canal do Youtube das MENINAS CANTORES DE PETRÓPOLIS.


quarta-feira, 15 de abril de 2015

A FORÇA DE UM ANJO.

Hoje vi uma criança levantar outra no colo, e essa era de estatura um tanto maior. Pensei comigo: como pode? Com que força consegue tal proeza esse ser tão delicado e frágil? Foi ai que entendi.

Elas são como anjos do céu, que aprendem a voar por serem leves. Por não carregarem inúteis e imensos pesos em suas almas.

Devo imitar os pequenos, nos seus júbilos em festa, ao examinar a beleza fugaz de uma bola de sabão, que, de um sopro surge, com seu colorido tudo enfeita, e, de repente, desaparece se tornando nada, ou, apenas uma lembrança feliz.

Devo aparentar liberdade àquele que precisar de mim. Demonstrar o quanto encontrei descanso Naquele que só o Bem quer me proporcionar.

Se quero levantar a moral de alguém, se desejo facilitar-lhe o acesso à Fonte que a possibilite lavar-se de suas dores, e em primeiro lugar demonstrar-lhe ternura e companheirismo, preciso antes esvaziar minha cesta, das "COISINHAS" que vou acumulando ao longo do meu caminho. 
Sem isso, o outro ainda correria o risco de receber em si, a esmagadora carga de minhas expectativas exageradas. Tentemos nos regozijar e desejar o pouco, mesmo que o mundo inteiro então nos ache loucos.

Por fim, se esse alguém se aproximar e pra mim nem conseguir sorrir, que eu possa me sentir suprida, provida de todo Amor do Alto. Sem carência, eu mesma lhe ofereça, de assalto, o que me seja incapaz de dar.

Autora: Eliana Teixeira da Silva

domingo, 5 de abril de 2015

Loreena McKennitt - Música inicial Marco Polo



Taken from the 1997 Loreena McKennitt album, "Book of Secrets" on Quinlan Road. "This was a huge project for me to produce. About seven hours of research, artwork, story boarding, editing and finishing. I hope I did it justice. When I first heard this track, I loved it immediately. Such great rhythms and textures. I hope Miss McKennitt doesn't mind too much that I share her music; it was well worth the time and effort involved. Copyright 1997 Quinlan Road. - respectfully yours, Anishnaube Productions.

Música"Marco Polo" de Loreena McKennitt (Google Play • iTunes)

Extraido dá página do  Facebook "Nasser Advance Sorrisos"
 · 



quinta-feira, 2 de abril de 2015

EXÉRCITO BRASILEIRO: O espírito da Pátria.




Somos um povo que possui no DNA o sentido de viver em Paz, entretanto nosso País é continental dotado de riquezas incalculáveis que pode despertar a ambição de outros povos e pessoas inescrupulosas que podem tentar saquear esse tesouro. Como já vem acontecendo na amazônia com a devastação daquela floresta.
Para isso o Brasil precisa de um Exército bem aparelhado e treinado para que possamos garantir nossa soberania.
  

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

FRASES DE AMIZADE

* Amigo é aquele pedacinho de chão quando precisamos pisar firme, e, um pedacinho do céu quando precisamos sonhar.

* Amigo é a luz que não deixa a vida escurecer.

* Mais vale um verdadeiro amigo virtual, do que um amigo que não conhece o verdadeiro sentido da palavra amizade

* A solidão é uma gota no oceano que só olha para si mesma.. uma gota que não sabe que é oceano... Amigos são a outra parte do oceano que a gota procura...
* Conhecemos o valor da felicidade quando a temos e o valor de um amigo quando o perdemos.

* “Amigo é quem te socorre, e não quem tem pena de ti.” (Thomas Fuller)

* Se a vida for uma lágrima, chore... Se a vida for um sorriso, sorria... Se for uma guerra, lute... Se for uma luta, vença... Mas se for uma lembrança...Lembrem-se de nossa amizade !!

* O amigo não é aquele que nos faz algum bem, mas aquele que está sempre e em toda parte junto conosco

* Amigos são os que nas prosperidades aparecem se receberem convite, e nas adversidades aparecerem sem serem chamados

* O melhor espelho é um velho amigo (George Herbet)

* Amigo não é aquele que chora na despedida e sim aquele que nunca diz adeus!

* Amigo é aquele que, a cada vez, nos faz entrever a meta e que percorre conosco um trecho do caminho

* Amigo sincero é aquele que mostra seus erros e ajuda a vencê-los. Não aquele que os esconde somente para satisfazê-lo permitindo que você viva em mundo de mentiras.

* Um amigo é um presente que você dá a você mesmo.

* Se você errou desastradamente não se precipite no desespero. O reerguimento é a melhor medida para aquele que cai.

* Amigo, não é aquele que te faz sorrir com as mentiras, mais sim aqueles que te faz chorar com as verdades!

* Vale mais um inimigo sábio que um amigo ignorante.

* Amigos são como flores cada um tem o seu encanto por isso cultive-os.

* Uma das coisas mais belas da amizade é saber quando o amigo precisa de alguém antes mesmo que ele saiba.

* Um verdadeiro amigo é uma alma em dois corpos (Aristóteles)

* Se toleras os defeitos dos teus amigos sem corrigi-los, fazes deles os teus próprios defeitos (Públio Siro)

* Não deixes crescer erva no caminho da amizade (Platão)

* A amizade é o amor, mas sem as suas asas (Lord Byron)
* O número de amigos está na razão inversa do seu valor (Fressinger)

* A infelicidade tem isto de bom: faz-nos conhecer os verdadeiros amigos.

* Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.

* Um amigo é um outro nós.

* A amizade duplica as alegrias e divide as tristezas.

* Nenhum caminho é longo demais quando um amigo nos acompanha.

* Elogie os amigos em público, critique em particular.

* A verdadeira amizade deixa marcas positivas que o tempo jamais poderá apagar.

* Mais vale uma amizade sincera, do que um amor fingido.

* O importante da amizade, não é conhecer o amigo e sim saber o que há dentro deles.

* A verdadeira amizade é aquela que não pede nada em troca, a não ser a própria amiga.

* As pessoas entram em nossas vidas por acaso, mas não é por acaso que elas permanecem.

* Se Deus criou as pessoas para amarem-se e as coisas para serem usadas, por que será que amam-se as coisas e usam-se as pessoas?!

* Uma amizade verdadeira nunca morre, nem ao soprar do vento, nem ao cantar dos pássaros, nem mesmo quando um amigo é humilhado, mas sim quando um dos corações para de bater. Mas mesmo assim não morre, se a amizade for verdadeira, dura eternamente.

* Há pessoas que meditam nas falhas dos amigos e com isso não ganham nada. Por mim, tenho sempre considerado os méritos dos meus adversários e tenho me dado bem.. (Goeth)

* A amizade multiplica as alegrias e divide as tristezas

* Censura o amigo à parte e louva-o perante outrem (Leonardo da Vinci)

* A amizade é o vinho da vida (Young)

* O verdadeiro amigo não é aquele que só apóia sem discordar e sim aquele que aconselha, mas nem sempre concorda

* Os piores amigos são aqueles que aplaudem sempre

* A primeira lei da amizade consiste em pedir aos amigos coisas honestas, em fazer por eles coisas honestas.

* O amigo certo se conhece nos momentos incertos (Cícero)

* AMIZADE... não é receber, é dar... não é magoar, é incentivar... não é descrer, é crer... não é criticar, é apoiar... não é ofender é compreender... não é humilhar, é defender... não é julgar, é perdoar... não é esquecer, é perdoar... Amizade é simplesmente Amar!!

* A amizade é uma das grandes consolações da vida. Vida é uma das consolações da amizade. É que ela nos mostra alguém a quem confiar um segredo.

* Amai aos outros quanto mais puderdes e vos acontecerá frequentemente de encontrardes rostos que vos darão alegria. (Manzoni)

* De amigos bons se faça, por prova de perigo, não da taça. A amizade que reserva segredos não chega a ser íntima nem verdadeira (Bernardes – Padre Manvel)

* Que a amizade tome conta de tudo aquilo em que acreditamos, incorporando o sonho de descobrir em cada pessoa que a gente gosta, uma outra metade da gente mesmo.

(Autor desconhecido)


Nossa cidade: muitas vezes tenho a sensação que não mais nos pertence...

Os políticos nos sufocam... 
O dinheiro nos sufoca... 
O barulho infernal das noites mal dormidas nos sufoca... 
A falta de ética nos sufoca... Os corruptos nos sufocam... 
A violência dos bandidos nos sufoca... 
A violência no transito nos sufoca... 
A violência dos outros nos sufocam...
Aceitamos as imposições passivamente... 
Nossos governantes são eleitos pelos seus antecessores, pelo poder econômico, pelas barganhas...
E o povo onde eu me incluo, vê seu mundo sendo construído como castelos de areia...

As Palavras

As palavras não têm a vocação de ficarem aprisionadas, asfixiadas pela sua própria determinação de formar idéias, informar, formar opiniões, lirismo, contar a história, assim elas devem voar como os pássaros, seguir um leito como a água de rio, transmitir esperança, se para nada disso elas servirem serão tomadas de angústias que irá paralisar a sabedoria do homem...
Rivaldo R.Ribeiro

GRÃO CONQUISTADOR! (prosa rimada) Iranimel

Ah! Meu doce poeta!
Eu entendi o seu recado,
Não fique preocupado,
Mas, não pude ir além. . .
.
O motivo, eu já contei;
Você achou que não fiz bem,
Pois quando um dia eu disse sim,
Fiquei sem controle sobre mim. . .
.
Não era para ser você,
O que se há de fazer?
Contudo reconheço,
Seria um grande prazer!
.
Doeu em mim, ler seus versos,
Quando percebi seu lamento,
Porém saiba, recordarei com carinho,
Do convite para um acampamento!
.
Eu tenho certeza que,
Dormir sobe a luz do luar,
Deixa tudo mais excitante,
Pois nos convida a amar
Assim como o tamborilar da chuva
.
No seu teto “Cinco Estrelas”
.
Acho graça, agora,
De um, certo jeito, maneiro,
Se, ouço em qualquer lugar
A palavra FAXINEIRO!
.
Você não nasceu para isso,
Mesmo assim, tenho certeza
Que com toda a sua esperteza,
Farias dessa façanha,
Um paraíso em rebuliço!
.
Por certo conseguirias
Beijar, como querias,
A patroa que o encantou;
Ah! Você me impressionou
Com suas brincadeiras.
.
De qualquer forma, quero que saibas
Que me senti até honrada e bem quista,
Afinal, você entende de arte,
Nessa área, todos sabem:
Você é um excelente Artista!
.
Sendo assim, me aceite como, fã
Que irá respeitá-lo, e prestigiá-lo
Desde ontem ao amanhã em flor,
Porque admito, meu “Anjo Poeta”
Você é um Grão Conquistador.


domingo, 25 de janeiro de 2015

Tentativa de explicar o Tempo...

Para os mais jovens: ele é uma tentativa de alerta para o verdadeiro significado da vida...

Para os mais velhos ele diz o que já sabem: a vida passou...

Pelo caminho quantas bobagens nos desviaram das coisas belas que realmente faziam sentido...

Hoje olho para trás e quase não vejo nada... Do passado não restou quase nada... Apenas uma bruma que soa longe dentro da nossa mente.

Aliás, restou sim... Algo abstrato porem concreto e gigantesco, que por causa da sua grandeza muitos de nós passamos pela vida sem conseguir vê-lo: O Amor... Algo que não pode ser medido, caso contrário teria limites, não seria amor... Jesus nos ensinou isso...

Consolam-nos nossos amores que ainda persistem, entre eles alguns membros da família que não se perderam,nossas esposas(os), filhos, netos... Alguns poucos amigos... Muito poucos!!!

Pois é! Durante tanto tempo não havíamos percebido isso... O que realmente importa nesse grande caminho até aqui é o AMOR...

Das pessoas que o(AMOR) fez despertar na minha alma e na sua...

O resto não me lembro mais... Ficou distante...