sábado, 17 de dezembro de 2016

Espiritualidade: A Lei da Motivação

José estava confuso. Ele havia lido na Bíblia e aprendido na igreja que é melhor dar que receber, mas descobriu que isso nem sempre é verdade. Muitas vezes, sentia que não era reconhecido por "tudo o que fazia". Queria que as pessoas tivessem mais consideração por seu tempo e energia. Porém, sempre que alguém queria que fizesse algo, ele fazia. Achava que isso era amor, e queria ser uma pessoa amável.
.
Por fim, quando o cansaço e o estresse se transformaram em depressão, procurou-me para conversar. Quando perguntei qual era o problema, José disse que estava "amando demais".
- Como é possível "amar demais"? - Perguntei - Nunca ouvi nada parecido.
- Ah, é muito simples - respondeu. - Faço muito mais para as pessoas do que deveria. E isso me deixa bastante deprimido.
- Não sei bem o que você anda fazendo, mas com certeza isso não é amor. A Bíblia diz que o verdadeiro amor nos leva a um estado de graça e alegria. O amor traz felicidade, e não depressão. Se o seu amor o deprime, provavelmente não é amor.
- Não acredito que você possa me dizer uma coisa dessas. Faço tanta coisa para os outros. O que faço é me doar o tempo todo. Como você pode dizer que isso não é amor?
- Digo isso por causa do fruto de suas ações. Você deveria estar se sentindo feliz, confortavelmente em paz, e não deprimido. Por que você não me conta o que faz pelas pessoas?
.
Depois de passarmos mais algum tempo juntos, José aprendeu que muitas de suas "ações" e sacrifícios não eram motivados pelo amor, mas pelo medo. Aprendera cedo na vida que, se não fizesse o que sua mãe queria, ela o privaria de seu amor. Por conseguinte, José aprendeu a dar com relutância. Sua motivação em dar não era amor, mas medo de perder o amor.
José também temia a raiva dos outros. Como seu pai costumava gritar com ele quando garoto, aprendeu a temer esses conflitos inflamados. Esse medo o impedia de dizer "não" aos outros. Sabemos que as pessoas egocêntricas, as autoritárias, as prepotentes, as vaidosas, entre outras, geralmente ficam iradas quando ouvem um "não".
.
José dizia "sim" por medo de perder o amor e por medo de que os outros se zangassem com ele.
Nós, que aprendemos a elaborar nossas respostas com Amor-Exigente, sabemos que não podemos deixar o comportamento inadequado do outro influir negativamente na nossa forma consciente de agir.
.
Vamos refletir sobre algumas falsas motivações que nos impedem de estabelecer limites e exercer nossa autoridade do modo e quando necessário:

.
1. Medo de perder o amor, ou de ser abandonado: Quem diz "sim" e depois fica ressentido é porque sente medo de perder o amor de alguém. Essa é a principal motivação dos mártires. Dão para receber amor e, quando não o recebem, sentem-se frustrados e abandonados.
.
2. Medo da raiva do outro: Por causa de antigas feridas e limites fracos, algumas pessoas não suportam que ninguém fique furioso com elas.
.
3. Medo da solidão: Algumas pessoas cedem porque sentem que "ganharão" amor e acabarão com sua solidão.
.
4. Medo de perder "o lado bom de mim": Fomos feitos para amar. Por isso, quando não estamos amando, sofremos. Muitas pessoas não conseguem dizer "Amo você, mas não quero fazer isso". Essa afirmação não faz sentido para elas, pois acreditam que amar significa sempre dizer sim.
.
5. Culpa: O ato de dar, de muitas pessoas, é motivado pela culpa. Tentam praticar boas ações para superar a culpa que guardam e para sentir-se bem consigo mesmas. Quando dizem "não", sentem-se mal. Então ficam tentando compensar, obter perdão, merecer a bondade e a gratidão dos outros.
.
6. Retribuição: Algumas pessoas ganham as coisas com bilhetes de culpa em anexo. Por exemplo, quando os pais dizem coisas como "-Nunca tive coisas tão boas quanto você tem", "-Você deveria ter vergonha de tudo o que tem". Essas pessoas se sentem obrigadas a pagar por tudo o que receberam.
.
7. Aprovação: Muitos se sentem como se ainda fossem crianças à espera da aprovação dos pais. Portanto, quando alguém quer que façam algo, precisam atender para que esse pai simbólico fique "satisfeito".
.
8. Excesso de identificação com a frustração dos outros. Pessoas que não resolvem todas as suas decepções e frustrações, sempre que precisam negar algo a alguém "sentem" a frustração do outro no grau máximo. Não conseguem suportar a ideia de magoar tanto alguém, então consentem.
.
A questão é a seguinte: Fomos criados com liberdade e isso nos autoriza a sentir gratidão, afeto e amor pelos outros. Ser generoso é recompensador. É bem melhor dar do que receber. Se a sua doação não lhe traz alegria e conforto, então você precisa examinar a Lei da Motivação.
.
Veja o que diz a Lei da Motivação:
Ter liberdade em primeiro lugar, servir em segundo. Se você serve para livrar-se do medo, está fadado ao fracasso, à frustração, ao estresse e à infelicidade.
Deixe que Deus cuide de seus medos, resolva-os e crie alguns limites saudáveis para preservar a liberdade que lhe foi concedida por Ele desde a criação da espécie humana.
.
Fonte: APAEX- Associação Portoalegrense de Amor-Exigente.
.
Retirado do Facebook de Jozelise Calgaro



domingo, 13 de novembro de 2016

GOLDEN BUTTON - O PODER DO BOTÃO DOURADO (LEGENDANDO)



GOLDEN BUTTON - O PODER DO BOTÃO DOURADO (LEGENDANDO)

OLÁ, ES NOVO POR AQUI? SEJA BEM VINDO.. NÃO PERCA MAIS NENHUM VÍDEO, SE INSCREVA JÁ.. ATÉ O PRÓXIMO VÍDEO. UM BEIJO

domingo, 23 de outubro de 2016

FERNANDA TAKAI: O RITMO DA CHUVA



Extra do DVD "Luz Negra - Fernanda Takai ao vivo"
"O Ritmo da Chuva" (versão: Demetrius/John C. Gummoe)


sábado, 15 de outubro de 2016

Lulu • To Sir With Love (Ao Mestre com Carinho) + MR HOLLAND - Adorável Professor

Cena do filme "Ao mestre com carinho", de 1966, em que alunos fazem uma homenagem ao professor Mark Thackeray (Sidney Poitier) cantando "To sir with love":







*******
Mr Holland - Adorável Professor

Obs. Texto anexo ao vídeo: 
Neste filme, temos a trajetória de um professor de música que deseja compor uma canção que ele imagina que será sua obra prima, e para que isso aconteça ele começa a lecionar música para ter uma poupança no futuro e tempo para começar a sua composição.
.
A sua caminhada começa nos anos 60, com o total desinteresse dos alunos, as dificuldades do casamento e o anúncio da gravidez de sua esposa. Esse professor vai sofrendo adversidades comuns a todos, e também não consegue se integrar na educação do seu filho, que tem problema auditivo.
.
Com persistência, ele faz com que seus alunos se interessem cada dia mais pela música, melhorando a vida de cada um. Infelizmente nessa dedicação ele deixa seu filho e sua esposa de lado, comprometendo a vida familiar.
.
Mr. Holland é um filme de amor a arte de lecionar, da caminhada e da vivência escolar. Infelizmente o professor de muitos anos de dedicação é mandado embora por problemas financeiros dentro da escola, com final emocionante em que a escola faz uma homenagem com seus primeiros alunos, agora já adultos, tocando a sua composição.

*******
Eliana, O mestre com carinho, versão 2012



terça-feira, 2 de agosto de 2016

PARA REFLETIR:A NATUREZA DA COBRA É PICAR


Um mestre do Oriente viu quando uma cobra estava morrendo queimada e decidiu tirá-la do fogo, mas quando o fez, a cobra o picou. Pela reação de dor, o mestre o soltou e o animal caiu de novo no fogo e estava se queimando de novo. O mestre tentou tirá-la novamente e novamente a cobra o picou. Alguém que estava observando se aproximou do mestre e lhe disse:
— Desculpe-me, mas você é teimoso! Não entende que todas as vezes que tentar tirá-la do fogo ela irá picá-lo?
O mestre respondeu:
— A natureza da cobra é picar, e isto não vai mudar a minha, que é ajudar.

Então, com a ajuda de um pedaço de ferro o mestre tirou a cobra do fogo e salvou sua vida.

Não mude sua natureza se alguém te faz algum mal, não perca sua essência; apenas tome precauções.
Alguns perseguem a felicidade, outros a criam.
Preocupe-se mais com sua consciência do que com a sua reputação. Porque sua consciência é o que você é, e sua reputação é o que os outros pensam de você. 
E o que os outros pensam, não é problema nosso... é problema deles.

sexta-feira, 24 de junho de 2016

MÚSICAS INESQUECÍVEIS DO BAÚ




 Abaixo lista com nome das músicas.
1- Don't forget to remember - Bee Gess
2- Smoke gets in your eyes - The Platters
3- Someday Somewhere - Demis Roussos
4- Only Time - Enya
5- She - Elvis Costello
6- One day in your life - Michael Jackson
7- Theme from Mahogany (Do you know where you're going to) Diana Ross
8- To sir with love - Lulu
9- How can I go on - Live - Freddie Mercury and Monserrat Caballe
10- Daniel - Elton John
11- Sylvia - Elvis Presley
12- Crazy - Julio Iglesias
13- Lady Jane - The Rolling Stones
14- My way - Frank Sinatra
15- Poor side of town - Johnny Rivers
16- Sharing the night together - Dr Hook
17- Unchained melody - Righteours Brothers
18- Twilight time - The Platters
19- It's my first day without you

Do canal YOUTUBE  sldfran

sábado, 11 de junho de 2016

Bee Gees - First of May (Melody 1971)



This First of May music video is a tribute to Bee Gees' Robin Gibb who passed away May 20, 2012 after a long battle with cancer. Farewell Robin.

First of May was released in 1969 and featured in the soundtrack of Melody -- a 1971 British film about "puppy love" starring Jack Wild, Mark Lester and Tracy Hyde.

Incidentally the song was responsible for the departure of Robin from the Bee Gees. Robin had wanted Lamplight to be the album's first single but Barry preferred First of May. Barry won and Robin quit. A year later, they reunited to become one of the most prominent and successful group in the history of pop music.

Video made by: fkwk101 (Yukon Audio-visual Workshop).

Cidade dos Anjos - City of Angels




Em algum lugar do passado - Filme e música


domingo, 22 de maio de 2016

ASSINADO EU



Assinado Eu - de Tiê
Já faz um tempo
Que eu queria te escrever um som
Passado o passado,
Acho que eu mesma esqueci o tom
Mas sinto que
Eu te devo sempre alguma explicação.
Parece inaceitável a minha decisão.
Eu sei.
Da primeira vez,
Quem sugeriu,
Eu sei, eu sei, fui eu.
.
Da segunda
Quem fingiu que não estava ali,
Também fui eu.
Mas em toda a história,
É nossa obrigação saber seguir em frente,
Seja lá qual direção.
Eu sei.
.
Tanta afinidade assim, eu sei que só pode ser bom.
Mas se é contrário,
É ruim, pesado
E eu não acho bom.
Eu fico esperando o dia que você
Me aceite como amiga,
Ainda vou te convencer.
.
Eu sei.
.
E te peço,
Me perdoa,
Me desculpa que eu não fui sua namorada,
Pois fiquei atordoada,
Faltou o ar,
Faltou o ar.
.
Me despeço dessa história
E concluo: a gente segue a direção
Que o nosso próprio coração mandar,
E foi pra lá, e foi pra lá.
.
E te peço,
Me perdoa,
Me desculpa que eu não fui sua namorada,
Pois fiquei atordoada de amor
Faltou o ar,
Faltou o ar.
.
Me despeço dessa história
E concluo: a gente segue a direção
Que o nosso próprio coração mandar,
E foi pra lá, e foi pra lá, e foi pra lá.

Veja mais sobre TIÊ


Tiê - Se Enamora



Quando você chega na classe
Nem sabe
Quanta diferença que faz
E às vezes
Faço que nem vejo e nem ligo
E finjo, ser distraída demais

Quantas vezes te desenhei
Mas não consigo
Ver o teu sorriso no fim
Te sigo
Caminhando pelo recreio
Quem sabe
Você tropeça em mim

Se enamora
Quem vê você chegar com tantas cores
E vê você passar perto das flores
Parece que elas querem te roubar

Se enamora
Quem vê você chegar com tantos sonhos
E os olhos tão ligados nesses sonhos
Tesouros de um amor que vai chegar

Quando toca o despertador
De manhazinha
Me levanto e vou me arrumar
E vejo
A felicidade no espelho
Sorrindo
Claro que vou te encontrar

Fico só pensando em você
E juro
Que vou te tirar pra dançar
Um dia
Mas uma canção é tão pouco
Nem cabe
Tudo que eu quero falar

Se enamora
Quem vê você chegar com tantas cores
E vê você passar perto das flores
Parece que elas querem te roubar

Se enamora
Quem vê você chegar com tantos sonhos
E os olhos tão ligados nesses sonhos
Tesouros de um amor que vai chegar

Se enamora
E fica tão difícil
De ir embora
E às vezes escondido
A gente chora
E chora mesmo sem saber porque
Se enamora
A gente de repente
Se enamora
E sente que o amor
Chegou na hora
E agora gosto muito de você



quarta-feira, 18 de maio de 2016

segunda-feira, 9 de maio de 2016

AGNALDO RAYOL & CRISTIAN e RALF MIA GIOCONDA



"Minha Gioconda (Participação Especial de Agnaldo Rayol)" de Chrystian & Ralf (Google PlayiTunes)


Vicente Celestino Mia Gioconda



Para quem gosta... Encontrei o filme O Ébrio, aqui no Youtube mesmo:  https://youtu.be/en96hs-1u8w

Vicente Celestino, que tocava violão e piano, foi o compositor inspirado de muitas das suas criações. Duas delas dariam o tema, mais tarde, para dois filmes de enorme público: O Ébrio (1946) e Coração Materno (1951). Neles Vicente foi dirigido por sua mulher Gilda Abreu (1904 - 1979), cantora, escritora, atriz e cineasta.
Celestino passaria incólume por todas as fases e modismos, mesmo quando, no final dos anos 50, fiel ao seu estilo, gravou "Conceição", "Creio em Ti" e "Se Todos Fossem Iguais a Você". Seu eterno arrebatamento, paixão e inigualável voz de tenor, fizeram com que o povo o elegesse como A Voz Orgulho do Brasil.



terça-feira, 3 de maio de 2016

KAUANY SOUSA: Estudante carrega enxada para homenagear os pais em festa de formatura





Na cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte, a jovem Kauany Sousa, de 24 anos, ergueu uma enxada durante sua entrada na cerimônia de formatura do curso de Serviço Social, na UnP (Universidade Potiguar) para agradecer seus pais pelo esforço no trabalho na roça para garantir o sustento dela e de mais três irmãos.




MÚSICA: NO DIA EM QUE EU SAI DE CASA
CANTORES: ZEZÉ DI CAMARGO E LUCIANO

EQUIPE:
APRESENTAÇÃO: SOLANGE SANTOS
IMAGENS: OZIEL PEIXOTO E EDER LUIZ
ÁUDIO: ELIAS FILHO

PRODUÇÃO: JORGE AMÂNCIO, ISMAEL CARLOS, JEAN CUSTO
EDIÇÃO: EDER LUIZ
DIREÇÃO: FABIANO MORAIS

PERSONAGEM: KAUANY SOUSA
FOTÓGRAFO: JOSÉ BEZERRA



OBS. Espero que não bloqueiam esses vídeos por causa de direitos autorais, isso porque a história é linda, o exemplo é lindo e deve ser divulgado mostrando que todo SONHO É POSSÍVEL.  




quinta-feira, 28 de abril de 2016

O Velho E O Mar (Dublado)-a adaptação do clássico de Ernest Hemingway



TEXTO ANEXO AO VÍDEO YOUTUBE 

THE OLD MAN AND THE SEA (O VELHO E O MAR). Rússia/Canadá/Japão, 1999. Direção de Aleksandr Petrov. Ganhador do Oscar em 2000 como melhor curta animado, a adaptação do clássico de Ernest Hemingway, "O Velho e o Mar" é uma obra prima do animador russo Alexander Petrov. O curta com pouco mais de 20 minutos de duração, demorou pouco mais de 2 anos para ser produzido, pois Petrov pintou a óleo e fotografou cada um dos 29 mil frames em quadros de vidro. Para quem não sabe, O Velho e o Mar foi o último livro de Hemingway publicado durante a sua vida e conta a história de um velho pescador que decide enfrentar o alto mar em busca de um peixe gigante.


segunda-feira, 11 de abril de 2016

Canarinho Cantador (vídeo Clipe) Grupo Amizade sem Fronteira



Canarinho Cantador ( Video Clipe oficial) Grupo Amizade sem Fronteira; Compositor: Sérgio Filgeira da Silva
Vídeo Clipe: Studio Zulviem / Igor Henrichy
Mixagem e Masterização : Joel Taborda ; Voz: Shaiane Haskel e Igor Henrichy


terça-feira, 1 de março de 2016

Chris and Leah Wedding Highlights(Chris e Lea Destaques do casamento)


Originally I made this video as a pre video for the Bride and Groom only and, by popular request, of the Bride and Groom and their many friends I put this video up. It is different because of the songs used.
(Tradução:Originalmente eu fiz esse vídeo como um vídeo pré para a noiva e só noivo e, por solicitação popular, da noiva e do noivo e seus muitos amigos eu coloquei este vídeo acima. É diferente por causa das canções utilizadas.)







Original
A big surprise for newly married couple Chris and Leah O'Kane...

(Uma grande surpresa para o casal recém-casado Chris e Lea O'Kane ...)
To use this video in a commercial player, advertising or in broadcasts, please email Viral Spiral: contact@viralspiralgroup.com

These lyrics are original and written by a girl in Enniskillen, Northern Ireland, I think. So many have asked for them I hope the girl who wrote them gets in touch with me.

WE JOIN TOGETHER HERE TODAY,
TO HELP TWO PEOPLE ON THEIR WAY,
AS LEAH AND CHRIS START THEIR LIFE TOGETHER,
AND NOW WE'VE REACHED THEIR SPECIAL DATE,
WE'VE COME TO HELP THEM CELEBRATE,
AND SHOW THEM HOW MUCH WE LOVE THEM TOO,
HALLELUJAH, HALLELUJAH, HALLELUJAH
HALLELUJAH,
AS LEAH IS WALKING UP THE AISLE,
AND CHRIS LOOKS UP AND GIVES A SMILE,
THE LOVE THAT FLOWS BETWEEN THEM FILLS THE CHURCH,
WITH LEAH'S FRIENDS AND FAMILY ON HER SIDE,
SHE REALLY IS THE BLUSHING BRIDE,
WITH LOVE AND PRIDE THEY LEAD HER
HALLELUJAH,
HALLELUJAH, HALLELUJAH, HALLELUJAH
HALLELUJAH,
WITH THE PRIEST AND THE FAMILY WHO LEAD THE PRAYERS,
WE SAY OUR LINES AND THEY SAY THEIRS,
I GUIDE THEM THROUGH THE CEREMONY,
AND IN THIS HOUSE OF GOD ABOVE,
THEY JOIN THEIR HANDS TO SHOW THEIR LOVE,
AND SAY THOSE MOST IMPORTANT WORDS THAT YOU HEARD,
HALLELUJAH, HALLELUJAH, HALLELUJAH
HALLELUJAH,
HALLELUJAH, HALLELUJAH, HALLELUJAH
HALLELUJAH,
HALLELUJAH,
HALLELUJAH.




As Pupilas do Senhor Reitor (1935)-FILME




As Pupilas do Senhor Reitor (1935)
Argumento: Jorge Brum do Canto
Ano: 1935
Género: Romance
Duração: 102 minutos


SINOPSE

Na aldeia de Póvoa do Varzim, região do Minho em Portugal, os conflitos dos moradores locais.
.
Após a morte de seu pai, Margarida (Guida) vai viver com sua meia-irmã Clara, filha de sua madrasta. A madrasta morre e confere a educação das meninas ao Padre António, o Senhor Reitor. A partir daí o Reitor começa a cuidar das duas mocinhas.
.Pedro, um homem simples que trabalha no campo como o seu pai, o Sr. José Das Dornas, dono da fazenda mais importante da aldeia, é noivo da ambiciosa Clara. Guida, por sua vez, é a prometida de Daniel, que voltou à aldeia graduado como médico, destituindo o posto do Dr. João Semana. Mas o rapaz não se lembra de Guida, nem da promessa de casamento feita anos antes à jovem, assim como não se acostuma com a vida humilde da pequena aldeia.
.
O Reitor se inspirará na natureza para proteger e cuidar de suas flores (Guida e Clara), utilizando sua sabedoria para controlar as incríveis confusões que surgirão.

http:/pt.wikipedia.org/wiki/As_Pupilas_d­o_Senhor_Reitor;





domingo, 17 de janeiro de 2016

NÃO SOMOS LIVRES

Eu queria um lugar no mundo, onde fosse realmente meu, mas infelizmente nenhum ser humano pode afirmar isso, porque todos somos muitas vezes algozes da nossa própria espécie. 
Mesmo que não queremos, ocupamos um espaço, cada um de nós somos invasores e ocupantes de algum ponto...Nossas vitórias? Alguém perdeu com isso.  
. Olhando uma águia solitária planando sendo levada pelas correntes de ar, quem não a admira?
Sentimos o desejo de viver um pouquinho da liberdade que faz parte da sua natureza...
Entre nós não somos livres.... 

Rivaldo R. Ribeiro.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

"Eu não quero ser como vocês"



Silvia Nobre Waiãpi reage ao assassinato do bebê Vitor Kaingang com discurso emocionado; atriz, fisioterapeuta, tenente do Exército, ela cobra governo e sociedade

Todas as etnias indígenas no Brasil choram e pedem um basta!
Comissão de Direitos Humanos onde está? 
Será mais uma desculpa para não falar de nós... Haverá novamente o silêncio? 
E Vitor Kaingang se juntará com Galdino Pataxó e tantas outras lideranças indígenas assassinados no Brasil.
Olhe e veja o que teu homens fizeram!

* * * * * * *

"Qual o lugar de Vítor Kaingang?  Ele foi assassinado aos 2 anos no dia 30 de dezembro, na rodoviária de Imbituba (SC). Qual o lugar dos indígenas em nossa sociedade? O desabafo emocionado da tenente (atriz, fisioterapeuta) Sílvia Nobre Waiãpi sobre a morte de Vítor traz embutida essa reflexão – ou a denúncia de que nós, brancos, não oferecemos nenhum lugar aos povos indígenas. Na cidade, não pode. E, no campo, as terras são tomadas. Por exemplo, pelo agronegócio.

A degola de Vítor não motivou grande comoção no país. O principal jornal do país, a Folha, só descobriu nesta terça-feira o assassinato, em texto seco sobre o pai do bebê Kaingang: Acabou com o meu mundo, diz índio pai de bebê esfaqueado no litoral de SC. E é exatamente essa indiferença um dos temas do desabafo de(Conheça a vida dessa guerreira clicando aquiSílvia), da etnia Waiãpi, do Amapá, que já fez pontas como atriz na Globo, é fisioterapeuta e tenente do Exército:"