segunda-feira, 6 de março de 2017

UTI: Sofrimento sim, loucura talvez, Saudades sinto sim...

É loucura, sei disso... Mas nesses dias bateu uma certa saudade quando estive hospitalizado nos primeiros dias de março/2015 na Santa Casa de Rio Preto, foram 04 dias na UTI e 08 no quarto, acho que foram 11 ou 12 dias no total. 
No ato cirúrgico foi feito uma incisão no meu abdomen entre o osso esterno até a região púbica, isto é me abriram inteiro.
Foram dias tristes para minha família, sofreram muito temendo pelo pior, mas sempre há no nosso caminho esses tropeços que nos levam a acreditar que existem Anjos... 
Quantas pessoas boas e humanas encontrei por lá. Tive medo,fiquei assustado, pois não sabia ao certo o que estava ocorrendo com minha saúde, meu destino estava nas mãos de Deus, dos médicos e daqueles anjos da UTI e isso acalmava meu espírito.
Anjos que não tinham asas, mas agiam como tal.
Lembrei-me dum enfermeiro que me tirou da cama e colocou numa poltrona especial, eu não tinha reclamado de nada, mas ele concluiu que na poltrona eu teria mais conforto e ali em fiquei acomodado toda a tarde.
Havia uma enfermeira, menina ainda, magrinha, frágil. Mas meu Deus quanta força ela tinha naqueles braços fininhos? Ainda na UTI foi meu primeiro banho completo, antes eles apenas passavam no meu corpo panos úmidos. Pois é, ela me amparou com aqueles bracinhos e acomodou-me numa cadeira de rodas e lá fomos nós rumo aos banheiros. 
Que cheiro bom havia naquele corredor!!!
E aquela menina aparentemente frágil me colocou debaixo do chuveiro e começou o banho. fez minha barba com todo cuidado. 
AH que momento bom! Eu ainda muito fraco dependia daquele anjo para me manter de pé.
"- Fiquem três dias sem tomar banho é horrível e vão compreender a minha sensação debaixo daquele chuveiro."
.
Depois de volta para UTI os cateteres foram recolocados, agora de banho tomado e renovado pronto para continuar na minha recuperação. Saudades sinto sim...Mas se Deus quiser tudo aquilo nunca mais vai voltar a acontecer. 
Um dia volto lá, apenas para rever aqueles anjos que me ajudaram a atravessar mais uma ponte na aventura que vida sempre nos reserva...

Rivaldo R. Ribeiro


Nenhum comentário: