quarta-feira, 26 de abril de 2017

O JOGO NA INTERNET A "BALEIA AZUL" NÃO É A PRINCIPAL VILÃ!

                      Foto Internet ilustrativa.

Desculpa a sinceridade... Mas o problema não é a tal da Baleia Azul! Ela é sintoma! Assim como a febre não é o problema, mas o sintoma, e, a causa é a doença!
.
A Baleia Azul nada mais é que o sintoma de pais ausentes que terceirizam seus filhos para o judô, a escola, ou mesmo à catequese, quando esta, não começa em casa!
.
A Baleia Azul é sintoma também de pais super protetores que acreditaram que amar é dar tudo o que os filhos querem! E, portanto, nunca lhes dizer não!
.
A Baleia Azul é culpa da terceirização dos afetos, da atenção, dos carinhos!
.
Olhem nos olhos, almocem juntos, conversem à mesa!
.
Se não, amanhã virão os vilões do "camaleão roxo", "dragão vermelho", "grilo azul" e outras invenções que apenas irão oficializar a triste verdade que muitos já sabem: nossos filhos estão sendo roubados de nós pela síndrome da falta de amor exigente, ou seja, pela caricatura daquele "amor" que não se compromete! 
Nascemos para ser amados, e quem não o é, não vive, apenas existe! Por isso mesmo, cede às baleias ou aos unicórnios, qualquer coisa que pareça ter sentido, já que para estes, a vida deixou de ter, pois no tempo do "time is money" são poucos os que lhes olham nos olhos e se interessam​, de verdade, por aquilo que os outros sentem, dispostos a "perder" seu tempo! 
.
Só bem mais tarde compreenderão que tempo perdido mesmo, é o tempo que não foi doado!

Pe. Wagner Ruivo


segunda-feira, 17 de abril de 2017

O MEDO PARALISA.

Quando eu vi uma guerreira gritar por justiça, logo lembrei desse poema.
Existe momentos que não devemos nos calar, pois se isso ocorrer seremos esmagados.
Rivaldo R. Ribeiro 


"Na primeira noite eles se aproximam
e roubam uma flor
do nosso jardim.
E não dizemos nada.
Na segunda noite, já não se escondem:
pisam as flores,
matam nosso cão,
e não dizemos nada.
Até que um dia,
o mais frágil deles
entra sozinho e nossa casa,
rouba-nos a luz e,
conhecendo nosso medo,
arranca-nos a voz da garganta.
E já não podemos dizer nada."

Eduardo Alves da Costa.

OBS. Esse poema muitas vezes erroneamente atribuído a Vladimir Maiakóvski


segunda-feira, 3 de abril de 2017

EL CONDOR PASA- Daniel Robles compositor Peruano 1913 a compôs inspirada na musica tradicional andina.



leorojasVEVO

A música mais relaxante de todo o mundo que foi feita até aos dias de hoje!
“El condor pasa“ (“O condor passa”) faz parte de uma zarzuela composta pelo compositor peruano Daniel Robles em 1913 inspirada na música tradicional andina. Em 2004, a canção foi proclamada património cultural do Peru.
Fonte: Internet.   EL CONDOR PASA